Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


19 de fevereiro de 2013

A ÁRVORE NAS RELIGIÕES


No ano de 2012, realilzei uma atividade com o 4° ano onde o conteúdo era: símbolos e escolhi este texto para trabalhar: Símbolos de vida.
Para realizar esta atividade, utilizei o texto a seguir, veja como o trabalho foi realizado.
 
A ÁRVORE UM SÍMBOLO DA VIDA PARA MUITAS RELIGIÕES DO  MUNDO

Emerli Schlögl
 
 
A árvore se comunica com os quatro elementos que fazem parte da vida, a terra, a água, o fogo e o ar. Por meio de suas raízes ela se encontra com a terra, em seu tronco circula a seiva que pode ser comparada ao líquido da vida, suas folhas absorvem o ar e realizam a fotossíntese. Todo o calor (fogo) do sol é necessário para que elas cresçam e se mantenham vivas.
A árvore é a fonte da vida, e em diferentes religiões ela aparece como um símbolo importante. Vejamos alguns exemplos.
Conta a história que Buda alcançou a iluminação debaixo de uma árvore conhecida como Bodhi, a árvore do mundo ou da vida. Dizem que suas raízes são Brahma, seu tronco Shiva e seus galhos Vishnu. Brahma, Vishnu e Shiva são três importantes divindades do Hinduísmo, religião antiga da Índia. O Budismo é uma religião que nasceu do contexto do Hinduísmo, assim como o Cristianismo nasceu do contexto judaico.


Para muitos cristãos existem representações pintadas na qual aparece uma cruz frondosa, a Árvore-Cruz que apresenta dois galhos inferiores separados formando a imagem de um “Y”. A dualidade, o dois que se converte em um. Este seria um símbolo do próprio Cristo que metaforicamente é a árvore do mundo, o eixo do mundo. Ele é a síntese de todos os caminhos e fonte de toda a integração.
 
Em muitas culturas a árvore da vida tornou-se um símbolo de fertilidade.
Na crença islâmica a árvore da vida e da felicidade tem raízes que penetram no último céu, seus ramos pequenos se estendem por cima e por baixo da terra.
  
A árvore baobá tão importante na cultura africana, é uma árvore que pode viver mais de mil anos, portanto ela é a testemunha sagrada da história de muitas gerações.
Para a tribo dos Warramunga, do norte da Austrália, o espírito de crianças fica no interior de certas árvores, de onde saí às vezes e então penetra pelo umbigo de uma mãe e se desenvolve em sua barriga. De modo geral pudemos ver que a árvore da vida é um símbolo importante que aparece de maneira diferente em diversas culturas religiosas do mundo.
 
Este texto foi passado no quadro negro parágrafo por parágrafo. O texto não foi trabalhado todo em uma aula só. Cada parágrafo que esta com uma cor diferente foi uma aula dada, onde cada um escolheu uma cor e a medida que trabalhávamos íamos pintando ou contornando.

No 1° parágrafo pintaram da cor que mais gostavam e após a pintura desenharam uma árvore, conversamos sobre a importância da árvore para a vida.
 
No 2° parágrafo levei uma imagem de Buda e da árvore onde ele recebeu a iluminação, o Bodhi. Levei também as imagens de Brahma, Vishnu e Shiva. Expliquei a diferença entre as duas tradições  religiosas, Budismo e Hinduísmo. Mostrando que o Budismo nasceu do Hinduísmo.
Quando chegamos no 3° parágrafo, realizamos a leitura e cada aluno realizou uma pesquisa sobre a cruz e sua função, a  partir daí cada um ficou responsável por confeccionar uma cruz, utilizando 1 CD e bolinhas de papel. Onde mais tarde foi realizado uma exposição.
 
Os parágrafos referente a tradição religiosa islâmica e africana fizemos em uma só aula, os desenhos dos respectivos parágrafos foram realizados, levei imagens do Baobá e na aula seguinte montamos com potinho de leite fermentado um pequeno baobá.
E para finalizar o trabalho solicitei uma pesquisa a tribo Warramunga, do norte da Austrália.
Os alunos trouxeram e fizemos um desenho para ilustrar. Esta aula muito interessante pois alguns alunos da tradição Espírita começaram a questionar sobre a reencarnação, o que acontecia após o espírito da criança ter saído da árvore, enfim foi uma aula muito positiva.
 
Veja as fotos da exposição das cruzes.
 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário