Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


18 de janeiro de 2019

FESTA DE XANGÔ - 1º ANO

Conteúdo: Festas Religiosas: – festas religiosas populares da comunidade em espaços vivência e referência, contemplando as quatro matrizes.
Objetivo: Conhecer diferentes festas religiosas populares no contexto onde vive.

Apresentei aos estudantes o seguinte vídeo:


Perguntei aos estudantes se eles sabiam o que estava acontecendo. Claro que muitos descreveram o que viram no vídeo, mas como tenho adeptos do Candomblé nas turmas de 1º ano, logo veio a resposta: é uma festa pra Xangô!! Inclusive, o estudante, fez saudação de Xangô também na hora do vídeo. 

Em seguida conversamos sobre qual era o foco principal da Festa de Xangô e eles falaram em sua maioria que era a fogueira, pois perceberam que as pessoas dançavam em volta dela.

Apresentei o seguinte texto em cartaz para os estudantes, este texto também foi colado no caderno de cada um:


Logo depois apresentei mais algumas imagens da festa e de quem seria Xangô:

Fonte: https://poraqui.com/programacao/festa-do-fogo-celebra-xango-no-ciclo-junino-do-recife/ 



Fonte: http://nossoamanha.ig.com.br/orixas-buzios/2016-10-17/xango-um-rei-no-candomble.html 

Xangô, é um dos Orixás mais populares no Brasil e preza pela justiça e pelo fogo. Sentimento de derrota é uma coisa que não existe em sua personalidade. Apesar de ser famoso por sua ação repressiva e autoritária, consegue distinguir entre o bem e o mal. 

Os Raios e trovões são suas armas, que envia como castigo a quem age de maneira contrária a seus princípios de justiça, mais também traz consigo grandes cargas elétricas e o poder do fogo. Os filhos de Xangô são justos e odeiam a mentira e a falsidade.

Quer saber mais sobre este orixá? Acesse: Candomblé: o mundo dos orixás: Xangô

Logo em seguida confeccionamos a nossa fogueira coletiva, enquanto os estudantes desenhavam a fogueira em seu caderno para representar a Festa, eu ia chamando de um por um para carimbar a mão, mas antes indaguei os estudantes: qual éa cor do fogo? Aí mostrei as tintas e começamos nosso cartaz!







E finalizamos nossas atividades com a exposição do cartaz na Feira do Conhecimento que aconteceu em um dos nossos sábados letivos!



Foi uma atividade bem interessante, os estudantes conheceram uma festa religiosa que muitos ainda não conheciam! 

PROTEÇÃO, AMULETOS, MÁSCARAS

Exposição: Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses".





































MÁSCARA UTILIZADA EM UM DOS TEMPLOS BUDISTAS  - DA ÁSIA. 
Estas fotos foram tiradas na visita que os estudantes do 3º ano fizeram ao Museu Oscar Niemayer - MON - conhecido em Curitiba como o Museu do Olho, lá apreciamos a exposição: 
Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses". A visita foi realizada com monitoramento e os estudantes puderam fazer todas as perguntas quisessem. Foi uma tarde maravilhosa, repleta de conhecimento. Ao final da visita aconteceu a parte da oficina, onde os estudantes ao observarem a máscara budista que protege os templos poderia ser reproduzida ou ainda poderiam criar uma de acordo com o que tinham visto durante a visita. 

Todos foram  muito criativos e colocaram a criatividade para funcionar.






Como trabalhamos com as 4 matrizes da religiosidade brasileira, como mostrar que as outras 3 matrizes também tem suas formas de utilizar símbolos para sua proteção? 
Enviei uma pesquisa para casa onde a família teria que auxiliar seu (a) filho (a) em anotar que amuletos, símbolos, máscaras, enfim como as pessoas podem se sentir seguras e protegidas?

A partir deste momento dividimos a turma em 3 grupos e foram sorteados o que cada um iria fazer:
- máscaras africanas e máscaras indígenas: utilizadas para proteger o Lugar Sagrado e em muitos dos rituais;
- capelinhas construídas no alto das casas, com imagens de santos, Jesus.






Quer conhecer um pouco mais sobre a exposição, clique aqui: Museu Oscar Niemayer

LINGUAGENS SAGRADAS - TEXTOS ESCRITOS

A turma do 2º ano estava aprendendo sobre os mitos em algumas religiões e após uma pesquisa sobre histórias que eles gostavam de ouvir, perguntei se conheciam alguma "história" religiosa. A maioria respondeu que sim e que estavam escritas em um livro chamado Bíblia. (tenho nas turmas de 2º ano 99% dos estudantes cristãos)

Contei a eles que estas não são somente histórias mas sim mitos, pois as pessoas que leem este Texto Sagrado acreditam que tudo que está escrito nele aconteceu. 

Resolvemos então montar o Livro da Criação Judaico Cristã.

Conteúdo: Linguagens Sagradas;
Objetivo: Reconhecer alguns mitos e textos sagrados orais e escritos.






















Muito interessante foi quando chegamos na última página do nosso livrinho, quando Deus descansou após a criação. Os estudantes foram criativos e refletiram sobre como Deus poderia ter descansado? Alguns desenharam que Deus após criar tudo usufruiu do que fez; foi para a praia; deitou na rede; ficou olhando o que as pessoas iam fazer na Terra.