Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


17 de fevereiro de 2015

A MULHER NA TRADIÇÃO HARE KRISHNA - 4º E 5º ANO

Como sempre iniciei com música , nada mais justo apresentar a música de Radha e Krishna.

RADHA E KRISHNA

Os alunos copiaram a letra da música no caderno e depois conversamos a letra.



Em seguida ganharam um desenho para pintar e para conhecer melhor Radha tiveram que colocar os parágrafos deste texto em ordem.


As duas atividades ficaram assim:



Também vimos uma outra mulher importante para os Hare Krishna, Yashodã, a mãe de Krishna, mostrei a eles as imagens de Krishna, Radha e Yashodã.


Segundo o que contam os textos sagrados, a mãe Yashodã é a mãe adotiva de Krishna pois , seu tio Kamsa queria matá-lo e sua mãe Devaki quando o teve juntamente com o seu Nanda deram o menino.



E para visualizar este amor de Yashodã por Krishna confeccionei um quebra-cabeça que os alunos após montarem deveriam colar no caderno.






Bom, essas eram a mulheres que segundo esta tradição já estiveram na terra e hoje como uma mulher que é praticante desta tradição vive?

Foi o que começamos a aprender através de um texto enigmático.




Para conhecermos um pouco melhor passei para os alunos dois vídeos sobre o Templo HAre Krishna aqui de Curitiba.

Ver a notícia:



Apresentei também o mantra Hare Krishna, cada um ganhou o seu e colou no caderno.



Em seguida fizemos uma atividade de Verdadeiro ou also, os alunos teriam que arrumar a sentença falsa:





Também vimos quais são as regras básicas de um devoto e como é o dia a dia no templo.



Corrigimos a atividade e apresentei aos alunos a tilaka, marca esta que todo Hare Krishna tem. E a partir daí os alunos ganharam um rosto e tinham que desenhar a face de um/a devoto/a.





Os rostos que foram confeccionados fizeram parte de um painel que ficou exposto e mais tarde todos os alunos colaram em seus cadernos.
















E finalizando esta matriz religiosa os alunos dos 5º anos visitaram o Templo Hare Krishna de Curitiba e puderam conhecer este espaço sagrado, fazer questionamentos, verificar o que aprenderam.


















A MULHER NA TRADIÇÃO AFRICANA - 4º E 5º ANO

Para iniciar a matriz africana os alunos copiaram do quadro no caderno o ponto: Saudação do anjo da guarda.


Lá no céu uma luz brilhou
anjos no terreiro eu chamei
Óh Deus, Óh Deus
Como brilha bonito
O anjo que está em mim
Como brilha bonito 
O anjo que está em mim.

Se Oxalá permitir
Que venha meu anjo
Me guarde meu anjo
Me abençoe meu anjo
Meu anjo da guarda
Me guarde meu anjo
Me abençoe meu anjo
Meu anjo de luz!

Logo em seguida cantamos o ponto.
Ver ponto: ANJO DA GUARDA

Conversei com os alunos sobre o que dizia aquela música e perguntei de qual religião seria.
Os alunos como já vem de uma caminhada comigo no ER, souberam dizer de que tradição religiosa pertencia.

Então para que os alunos também pudessem colaborar com informações da sua tradição religiosa, levaram para casa os seguintes questionamentos:

1 - Em sua TR, existem anjos?
2 - Qual é o significado deles?
3 - Eles são importantes? Por que? 

Corrigimos a atividade expliquei aos alunos que iria contar uma história:

Logo em seguida fizeram a ilustração.
Depois levei para a sala de aula as imagens dos orixás e os orixás que tenho em miniaturas, a proposta era que os alunos montasse esta história em uma painel.
Com esta atividade quis mostrar que foi através de Iemanjá, um orixá feminino, que segundo este mito foi dado origem aos outros orixás.

Os alunos ganham papel sulfite para desenhar nuvens e estrelas, pinaram e recortaram quantas quisessem produzir.

Ganharam o contorno do corpo humano para reproduzi-lo em cartolina.





A partir daí os alunos receberam papéis de várias cores e optaram por qual orixá reproduzir.













Após a conclusão desta atividade nosso mural ficou assim:
















Passei para os alunos também o texto sobre Iansã:







Além da ilustração os alunos tiveram o desafio de transformar esta história em história em quadrinhos:










A partir dessas 2 histórias conversei com os alunos sobre as mulheres de hoje no Candomblé e apresentei esses dois vídeos. 







Conversamos sobre a importância desta mulher e a importância dela na tradição religiosa.

Como ela é chamada pelos seus adeptos?
Que orixá ela representa?
Como são as roupas utilizadas por ela?

Os alunos passaram a conhecer o significado de IALORIXÁ.

É a mediadora, o elemento de ligação entre o Orixá e a comunidade nega.

Texto utilizado para consulta: A YALORIXÁ

Cada um ganhou uma imagem de uma Yalorixa e juntos fomos preenchendo o nome das partes que compõe a roupa desta líder religiosa.






Para minha surpresa uma aluna do 5º ano resolveu compartilhar conosco um pouco do seu conhecimento e trouxe a roupa de uma Yalorixá. Neste dia todos ficaram eufóricos!!!!
















E esta foi a maneira que nós finalizamos o trabalho sobre a mulher na tradição religiosa do Candomblé.