Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


27 de dezembro de 2015

CATARATAS DO IGUAÇU - 3º ANO

Iniciei a matriz indígena com o vídeo: As Cataratas do Iguaçu (adquiri da empresa que realizou o vídeo). 
Conversamos sobre o que aconteceu com Naipi e Tarobá, muitos relataram que já estiveram no Parque do Iguaçu e já viram as Cataratas do Iguaçu. 




Imprimi algumas imagens dos personagens para mostrar e passar de mão em mão. Conversamos sobre o sacrifício que era necessário fazer para que o povo indígena pudesse viver em paz. 




Conversamos sobre a M'boi, a grande serpente e em como ela conseguiu ou não separar Naipi de Tarobá. Expliquei para este povo indígena esta é uma maneira de explicar como surgiram s Cataratas do Iguaçu.

Vimos que os indígenas realizam pinturas em seus corpos e apresentei alguns modelos destas pinturas:




Vimos que as pinturas corporais estão ligadas aos elementos da natureza, então entreguei um serpente e cada alunos deveria escolher um dos modelos de pintura e representá´-los na M'boi.

Veja como ficaram:
























Depois que cada um confeccionou a sua M'boi todas foram para um grande varal na sala de aula e depois de exposto foram coladas no caderno.








Depois que foram retiradas foram para os cadernos de Ensino Religioso.







Alguns alunos criaram as suas pinturas baseadas em elementos da natureza.
Depois ganharam um modelo de círculo para que desenhassem e recortassem.  


Cada estudante montou o seu Tarobá e a sua Naipi com a ajuda da família, para realizar a atividade tinham que contar a história que ouviram em sala.










Após esta atividade cada aluno tinha que trazer uma maneira de como a sua tradição religiosa conta sobre o surgimento de um espaço ou a criação do mundo, teriam que ilustrar e contar para os colegas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário