Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


16 de junho de 2019

Mito AWATI - Mito do milho indígena

Os conteúdos de Ensino Religioso estão organizados em trimestre ou bimestre pedagogicamente de maneira que o/a professor/a possa se organizar e planejar suas aulas de acordo com o currículo. diretriz de sua secretaria. Mas sabemos que ao tratarmos do conteúdo, símbolos, por exemplo, o mesmo está muita vezes atrelado a um rito, uma festa, um texto sagrado. Trago aqui os objetivos de cada um dos conteúdos possíveis de serem trabalhados com o mito do guarani do milho.

Conteúdo: Símbolos religiosos: – simbologia religiosa natural e construída.
Objetivo: Conhecer alguns símbolos religiosos.

Conteúdo: Símbolos religiosos: – alimentos sagrados.
Objetivo:  Reconhecer algumas festas religiosas populares do contexto onde vive.

Conteúdo: Linguagens sagradas – textos orais e escritos: – mitos; – textos orais; – textos escritos.
Objetivo: Reconhecer diferentes tipos de mitos e textos sagrados orais e escritos.

Esta atividade foi realizada com foco no objetivo do conteúdo Linguagens Sagradas: Textos Orais e escritos - mitos. 
Este foi o mito trabalhado:

 Avati - É herói Guarani. Em uma época de grande fome, dois guerreiros procuravam algo o que comer quando se depararam com um enviado de Nhandeiara - o grande espírito. Este disse-lhes que a solução para a sua procura inútil seria uma luta de morte entre os dois. O vencido seria sepultado no local em que caísse e logo do seu corpo brotaria uma planta cujas sementes, replantadas e depois comidas resolveriam para sempre o problema com alimentação. Assim fizeram. Avati, um dos dois, foi morto e de sua cova nasceu a planta de milho.

Para auxiliar no processo de leitura e escrita, juntos realizamos a produção utilizando o recurso da HQ, e a confeccionamos em forma de texto coletivo.







Nenhum comentário:

Postar um comentário