Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


4 de fevereiro de 2014

CRIAÇÃO DO MUNDO POR MEIO DOS ORIXÁS - 2° e 3° ANOS

No ano de 2013 o trabalho realizado com as turmas de 2° e 3° anos foi com o mito da criação na tradição africana.
 
Conteúdo: 2° ano e 3° ano: Mito de criação do mundo por meio dos orixás.

O objetivo era:
  • Reconhecer o outro, refletindo e vivenciando o diálogo e o respeito às diferenças religiosas;
  • Reconhecer a diversidade religiosa presente na realidade próxima, construindo o seu referencial de entendimento das diferenças.
  • Identificar os símbolos religiosos, estabelecendo a relação de seus significados.
  e 3ª anos:

            Para poder iniciar o conteúdo da matriz africana, lembrei de como o indígena vê o planeta Terra, "mãe terra", e perguntei para os alunos como é que eles achavam que os adeptos da tradição do Candomblé via a origem da Terra e de tudo que nela tem.
Passei no quadro para que copiassem o seguinte parágrafo:
            Certo dia Olorum, o Senhor Supremo, resolveu criar o universo. Para isso, cada Orixá pegou alguma coisa para ajudá-lo.
 
1ª aula: Questionei os alunos sobre o que Olorum poderia ter criado, a partir daí fizemos uma relação de elementos dos quais tínhamos que diferenciar elementos culturais e naturais. Os alunos realizaram o registro no caderno.

O Senhor do ferro. Ele pegou o ferro e com ele criou os utensílios, as ferramentas para a agricultura e a espada para se defender. É ele o dono da música, do ritmo.

 

 
 
 
            3ª aula: passei no quadro um textinho do segundo orixá: Oxóssi.

            Senhor da caça. Ele pegou o arco e a flecha, para que pudesse entrar na mata, e lá caçar para prover à sua comunidade.

            Antes de mostrá-lo entreguei um quebra-cabeças de 4 partes para que os alunos montassem e só depois é que mostrei a  também a imagem e a réplica deste orixá. De lição de casa os alunos teriam que trazer para a próxima aula ervas medicinais e saber qual era o seu significado.








             4ª aula: com as ervas que foram trazidas de casa os alunos contaram uns para os outros qual era a finalidade de cada uma e anotamos o seguinte texto no caderno:

            Ossaim: Senhor das folhas. Foi ele quem pegou as folhas com as quais sabia fazer todos os remédios e todas as poções mágicas para curar as pessoas.

            Após a cópia os alunos viram a imagem e a réplica reciclável deste orixá  e compuseram um mural com as ervas de Ossaim.
 
            5ª aula: os alunos conheceram Oxum e suas características. Todas as palavras que se referiam a Oxum foram explicadas a partir do conhecimento dos alunos e cada aluno procurou as mesmas no caça palavras. Uma definição de Oxum foi passada no quadro.

            Mãe das águas doces. Ele se encarregou de cuidar das crianças e de preservar as águas, sem as quais os homens e as mulheres não poderiam viver.

 

            6ª aula: para conhecer outro orixá, os alunos ganharam este pequeno texto:

    

Conversamos sobre o texto, foram apresentadas as imagens e cada aluno ganhou 3 raios de papel laminado prateado e com isso cada aluno colou em seu caderno e ilustrou uma paisagem com eles.


 
 
 
 

            Como lição de casa os alunos levaram uma pesquisa  sobre quais eram os seres vivos e não vivo que vivem no mar.

            7ª aula: os alunos fizeram a exposição falando quais eram os seres vivos e não vivo que existem no mar, logo em seguida após pesquisa prévia entreguei aos alunos algumas imagens. Eles teriam que pintar e recortar. Mostrei a imagem de Iemanjá e disse que ela é a senhora das águas salgadas e protetora de tudo que está no mar ou do que vai para o mar. Exemplo disso quando nos banhamos ou os pescadores que pedem sua proteção em alto mar. Os alunos copiaram o seguinte texto no caderno:

            Iemanjá:  A grande mãe das águas salgadas. 

 
 
 
 


 

            Para a atividade da próxima semana os alunos levaram a seguinte lição de casa:
           


            8ª aula: os alunos trouxeram a resposta e levaram para os colegas. Logo em seguida apresentei Oxumaré, expliquei como se deu seu nascimento e que a sua energia está no arco-íris.
            Com as gotas confeccionamos um painel com a imagem de Oxumaré e as respostas dos alunos, segunda a tradição religiosa de cada um.

 
 
 




Esta atividade foi a finalização do trabalho com a matriz africana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário