Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


30 de abril de 2017

ATIVIDADES LÚDICAS PARA AS AULAS DE ENSINO RELIGIOSO

O LÚDICO NO ENSINO RELIGIOSO 

Brígida Karina Liechocki Nogueira da Silva 

O trabalho lúdico no Ensino Religioso vem ao encontro da necessidade de uma prática pedagógica que crie um meio/ambiente estimulante para o aprendizado. 
A experiência foi embasada nos pressupostos teóricos do Construtivismo de Piaget, no Interacionismo de Vygotsky, na Integração e Afetividade de Wallon, na Aprendizagem Significativa de Ausubel e nas Inteligências Múltiplas de Gardner. 
De acordo com o que estes grandes teóricos que a Pedagogia traz como embasamento para as intervenções e estratégias no processo de ensino e aprendizagem, precisamos pensar a sala de aula em sua diversidade – nem todos os alunos aprendem da mesma maneira e a aprendizagem difere de acordo com os níveis de desenvolvimento de cada aluno – por isso a importância de se desenvolver atividades que contemplem os diferentes estilos de aprendizagem. 
Nesta perspectiva de uma prática pedagógica inovadora, as aulas de Ensino Religioso podem ser esse espaço de interação para a construção do conhecimento e não somente de assimilação de conteúdos. Neste sentido, a experiência desenvolvida com os alunos das turmas de 4º e 5º ano ao final do ano letivo de 2012, trouxe como diferencial uma experiência significativa de aprendizagem, partindo de uma metodologia de aprendizagem colaborativa. 

Ano/Série: 4º e 5º ano 

Previsão: 4º bimestre / 3º trimestre 

Objetivo geral: Promover um processo de fixação dos conteúdos de Ensino Religioso trabalhados no ano letivo por meio da construção de jogos temáticos e da ludicidade proporcionada pelos mesmos. 

Conteúdos Espaços
  • Espaços/Lugares Sagrados;
  • Símbolos Religiosos.

Objetivo específico: 


Verificar se houve aprendizado dos seguintes conteúdos trabalhados: 

• Espaços sagrados da comunidade, lugares de peregrinação no Brasil e no mundo; 
• Símbolos de algumas tradições religiosas; 
• Tradições religiosas; 
• Líderes religiosos; 
• Textos sagrados. 

Tempo destinado: 4 aulas de 50 minutos

Metodologia/Descrição da aula ou sequência didática: 

Durante o ano letivo os conteúdos apresentados (Espaços Sagrados, Símbolos Religiosos, Tradições Religiosas, Líderes Religiosos e Textos Sagrados) foram trabalhados a partir de diferentes estratégias e encaminhamentos metodológicos.
Inicialmente para cada conteúdo foram conduzidos momentos de diálogo com o propósito de contextualizar cada assunto a partir dos conhecimentos prévios dos alunos. Na etapa seguinte partiu-se para a sistematização dos conceitos e dos conhecimentos acerca de cada conteúdo:

- Para o trabalho com os espaços sagrados foram utilizadas imagens as quais foram analisadas. Em seguida foi elaborada coletivamente uma lista dos locais sagrados estudados. Depois da lista pronta, foi promovido um “Bingo dos locais sagrados”. Cada aluno fez uma cartela com quatro espaços sagrados selecionando-os da listagem e conforme o sorteio cada aluno marcava na cartela o respectivo local sagrado descrito se tivesse em sua cartela. Além desta, foi realizada outra atividade em duplas: “Cruzadinha dos locais sagrados”. Posteriormente foi realizada uma pesquisa sobre o tema no laboratório de informática e a culminância deste trabalho foi a produção de maquetes as quais foram socializadas na escola por meio de uma exposição. 

- Para o trabalho com os símbolos sagrados, os alunos trouxeram símbolos religiosos os quais foram expostos no centro do círculo. Então foram comentados os significados destes símbolos. Foi dada a oportunidade para os alunos manipularem os objetos simbólicos sendo ressaltada a importância do respeito às diferentes crenças. Foi também realizada a atividade “Jogo da memória dos símbolos religiosos” onde os alunos puderam identificar os símbolos religiosos e estabelecer seus significados. - O conteúdo que trata dos líderes religiosos foi trabalhado com imagens, ressaltando alguns aspectos da vida, dos ensinamentos e dos fatos ocorridos. 

- Para o trabalho sobre os textos sagrados, os alunos trouxeram os livros sagrados das suas tradições, os quais foram apresentados e comentados. Além desses livros, a professora trouxe diversos livros de outras religiões os quais foram manuseados pelos alunos e procedeu-se a explicação sobre estes textos sagrados. Diversos mitos indígenas e afro-brasileiros foram apresentados em forma narrativa e em vídeos, especialmente mitos de criação do mundo e do homem. 

Ao final do 2º semestre, a revisão dos conteúdos abordados anteriormente culminou na proposta de atividade lúdica no ER, a partir da confecção de jogos, sendo desenvolvida no final do ano letivo a fim de proporcionar um feedback dos conteúdos trabalhados. O trabalho foi direcionado para as turmas de 4º e 5º ano e a metodologia adotada foi com base nos grupos colaborativos* (a turma foi dividida em 5 grupos temáticos: Espaços Sagrados, Símbolos Religiosos, Tradições Religiosas, Líderes Religiosos e Textos Sagrados). Os materiais alternativos, utilizados nesta atividade, foram previamente solicitados aos alunos. A professora trouxe as imagens e palavras impressas relacionadas aos temas, assim como demais materiais necessários para a confecção dos jogos. É fundamental que as imagens e palavras contemplem tradições religiosas das matrizes ocidentais, orientais, indígenas e africanas. 

1ª aula – Apresentar aos alunos a proposta de um trabalho de confecção de jogos tais como: jogo da memória, dominó entre outras possibilidades de jogos a partir dos temas: Espaços Sagrados, Símbolos Religiosos, Tradições Religiosas, Líderes Religiosos e Textos Sagrados. O professor organiza os grupos temáticos, distribui os materiais, auxilia na definição das funções de cada componente conforme as habilidades e no planejamento das atividades. Os alunos iniciam a confecção dos jogos e suas regras. 

2ª aula – Confecção dos jogos nos grupos colaborativos. O professor nesta etapa coordena os grupos atendendo as possíveis dificuldades na elaboração dos jogos, mediando os conflitos e o processo de ensino e aprendizagem na interação entre os componentes de cada grupo. Como a avaliação é processual, o professor verifica em cada etapa de construção do conhecimento os progressos com relação à associação de significados entre as imagens e palavras de acordo com cada tradição religiosa apresentada. 

3ª aula – Finalização da confecção dos jogos (autoavaliação/organização da apresentação). Nesta etapa os alunos avaliam seus jogos na prática, revendo suas regras e se necessário reformulando as etapas. Os grupos preparam e ensaiam suas apresentações. Também é importante na finalização, a plastificação das peças com a fita adesiva para que permita uma maior durabilidade dos jogos. 

4ª aula – Apresentação dos jogos elaborados pelos grupos. Os alunos apresentam seus jogos. Cada integrante avalia sua aprendizagem. A turma avalia cada grupo apresentado. O professor realiza a avaliação final. 

Materiais e recursos didáticos:

Caixas de fósforos, caixas de pasta de dente, caixas de leite, imagens e palavras impressas, cola, tesoura e fita adesiva larga. 
Critérios de avaliação Verificar durante a realização da atividade proposta se os alunos identificam e reconhecem os símbolos religiosos, os lugares sagrados, textos sagrados, líderes religiosos e as diferentes tradições religiosas associando as imagens às suas definições, funções ou atribuições. 

Resultados:

O trabalho lúdico nas aulas de Ensino Religioso proporcionou o desenvolvimento no processo de ensino e aprendizagem em vários aspectos: 

- o prazer de aprender brincando;

- a variedade de abordagens e estratégias ofertadas aos alunos com múltiplas formas de apresentar informações, respeitando as várias inteligências e estilos de aprendizagem dos alunos;
- o auxílio no processo de alfabetização a partir do estabelecimento de relação nas associações de significados entre as imagens e palavras;
- a familiarização e apropriação de simbologias, conceitos, denominações, atribuições, funções, entre outros aspectos das tradições religiosas - a autoavaliação contínua realizada pelos alunos de seus progressos e limitações;
- as possibilidades de se trabalhar com outras áreas do conhecimento como na produção escrita das regras dos jogos (texto instrucional);
- a motivação interna, típica do lúdico, potencializando a exploração e a construção do conhecimento através dos jogos;

- a contribuição na aprendizagem dos alunos de 1º, 2º e 3º ano a partir da socialização dos jogos criados pelos alunos de 4º e 5º ano - a metodologia de aprendizagem colaborativa promovendo a atualização contínua de habilidades de cada aluno nos grupos onde, aprender é uma atividade social que precisa de colaboração;

- o trabalho em equipe compartilhando ideias e informações e gerando novo conhecimento - as características da alteridade sendo vivenciadas nas resoluções de problemas e conflitos surgidos das interações entre pares de diferentes níveis de aprendizagem.

Referências:

CURITIBA, Prefeitura Municipal. Secretaria Municipal da Educação. Caderno Pedagógico: critérios de avaliação para a aprendizagem escolar. Curitiba, 2008. 

CURITIBA, Prefeitura Municipal. Secretaria Municipal da Educação. Caderno Pedagógico de Ensino Religioso. Curitiba, 2006 

CURITIBA, Secretaria Municipal da Educação. Diretrizes Curriculares para a Educação Municipal de Curitiba. Volume 3 – Ensino Fundamental. 2006. 

KISHIMOTO, T. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez, 2003. SANTOS, Resciel Gerson; 

BEHRENS, Marilda Aparecida. A aprendizagem colaborativa e as inteligências múltiplas. In: VI Congresso de Educação da PUCPR. Anais do VI Educere. Curitiba, 2006.

IMAGENS. Disponível em: http://www.google.com.br/imghp?hl=pt-BR&tab=wi

Este material foi pulicado também na Revista Diálogo.








Após a exposição deste trabalho, a revista Diálogo logo em seguida realizou uma entrevista com a professora Brígida sobre o trabalho realizado, já que os resultados foram além das expectativas. 










IMAGENS PARA A CONFECÇÃO DO JOGO COM AS CAIXINHAS DE FÓSFOROS.
Material cedido pela professora Brigida Karina L. Nogueira da Silva - professora de Ensino Religioso no Município de Pinhais/PR e integrante da Equipe Pedagógica da ASSINTEC - Associação Inter Religiosa de Educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário