Neste blog você irá encontrar sugestões de atividades, atividades já realizadas, informações sobre o Ensino Religioso no estado do Paraná e principalmente em Curitiba. Trabalhar com a diversidade religiosa em sala de aula é algo extremamente rico pois, é na diversidade que aprendemos a respeitar o outro.


30 de abril de 2017

O LÚDICO NO ENSINO RELIGIOSO

METODOLOGIA DO ENSINO RELIGIOSO 

Brígida Karina Liechocki Nogueira da Silva

O Ensino Religioso, enquanto componente curricular, busca a análise das diferentes relações entre o Fenômeno Religioso e a construção, a reflexão e a socialização dos conhecimentos sistematizados durante todo o processo de ensino e aprendizagem, num fazer pedagógico dinâmico, permitindo a interação e o diálogo, de maneira que professores e estudantes, juntos, possam ressignificá-lo.
Os conteúdos apresentados nas diretrizes curriculares para o Ensino Religioso apresentam possibilidades de ampliar a compreensão do Fenômeno Religioso e do Sagrado sob a perspectiva da diversidade cultural e religiosa presentes nas sociedades e oferecendo subsídios para a reelaboração e construção deste conhecimento.
Para o desenvolvimento do trabalho na área do Ensino Religioso, propor encaminhamentos metodológicos é muito mais do que planejar formas, métodos, recursos e estratégias, pois pressupõe um constante repensar das ações privilegiando um tipo de ensino que valorize o saber do estudante.
Para que isto aconteça, algumas etapas são necessárias neste processo:
 - Mobilização para o conhecimento: num primeiro momento é importante que o docente identifique quais são os conhecimentos prévios que os estudantes têm sobre o conteúdo. Frequentemente os conhecimentos prévios destes são compostos por uma visão de senso comum, empírica, sincrética, na qual quase tudo, aparece como natural, como afirma Saviani (1991).
- Construção do conhecimento: nesta etapa, cabe ao docente ser o mediador entre os saberes dos estudantes e os conteúdos apresentados, sendo necessário que esse conhecimento, ainda do senso comum, passe por uma sistematização, numa relação entre teoria e prática, afim de que os conteúdos sejam contextualizados, sendo possível estabelecer relações entre a realidade do estudante e os conhecimentos necessários para sua formação enquanto cidadão (SAVIANI; 1991), pois o conhecimento só faz sentido quando associado ao contexto histórico, político, social e cultural, estabelecendo relações entre o que ocorre na sociedade, o objeto de estudo do componente curricular e os conteúdos a serem abordados. Nesta fase de contextualização do conteúdo, a interdisciplinaridade é fundamental para a efetivação dos conhecimentos articulados.
- Síntese do conhecimento: esta é uma fase mais elaborada, onde o que foi aprendido começa a ser ressignificado como um saber concreto, autêntico e sintético, fazendo sentido na vida do estudante.
Quanto à prática pedagógica e à escolha de estratégias para se alcançar os objetivos deste processo de ensino e aprendizagem, o grande desafio está em superar o ensino tradicional e propor novas formas de ensinar criando na sala de aula um ambiente estimulador da aprendizagem.
É neste sentido que o trabalho a partir de situações concretas e da ludicidade nas aulas de Ensino Religioso vem ao encontro desta necessidade de buscar meios e respostas educativas criativas para se chegar à construção e socialização do conhecimento. As possibilidades de ensino e aprendizagem são ampliadas quando se utiliza das diversas formas de apresentar estes conteúdos, tais como: gincanas de perguntas e respostas, compartilhar experiências entre os estudantes, pesquisa em diversas fontes, leitura e interpretação de textos, análise de fotos, ilustrações e objetos simbólicos, confecção de cartazes, maquetes, móbiles, acesso a filmes, contação de histórias, teatro, música, entre outros, assim como contribuir para a alfabetização e letramento e o desenvolvimento das demais habilidades.
Explorar as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) torna possível a interação em diferentes meios, o trabalho com imagens e textos da web, a pesquisa direcionada na internet, visitas on-line a diferentes lugares sagrados, acesso a materiais audiovisuais, entre outros. Portanto, o professor deve direcionar a escolha do material e sua 2 funcionalidade refletindo sobre encaminhamentos metodológicos que favoreçam o processo de análise e relação entre cultura e religião.
Ressalta-se, também, que o aprofundamento dos conteúdos seja gradual, considerando a faixa-etária do estudante e a linguagem adequada, de forma que o diálogo seja o facilitador da interação: estudante/docente/conteúdo/metodologia.

Nesta perspectiva de um Ensino Religioso direcionado para um trabalho escolar significativo e voltado para o estudante como construtor ativo do seu conhecimento e desenvolvimento global (cognitivo, afetivo, social, motor, linguístico e ético) propõem-se alguns encaminhamentos metodológicos onde o docente realize um trabalho pedagógico que estimule a autonomia, a responsabilidade e a interação dos estudantes com seus pares para que estes possam gerar novos conhecimentos, novas investigações e descobertas, explorando novos estímulos com base nos conteúdos apreendidos de forma interdisciplinar, utilizando de estratégias nas quais pensar o trabalho escolar no Ensino Religioso para o Ensino Fundamental é entre outras possibilidades:



REFERÊNCIAS: 

CURITIBA, Secretaria Municipal da Educação. Currículo do Ensino Fundamental. Ensino Religioso. Vol. V. 2016. 
PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes Curriculares Orientadoras da Educação Básica para a Rede Pública Estadual do Paraná. Ensino Religioso. Curitiba: Seed/DEB, 2008. 
SAVIANI, D. Escola e Democracia. São Paulo: Cortez, 1991.


Aguardem sugestões de como trabalhar os conteúdos de Ensino Religioso!!!

O Lúdico no Ensino Religioso está publicado em forma de artigo.

Material cedido pela professora Brigida Karina L. Nogueira da Silva - professora de Ensino Religioso no Município de Pinhais/PR e integrante da Equipe Pedagógica da ASSINTEC - Associação Inter Religiosa de Educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário